Mais de 5 mil alunos recebem manuais e material escolar

Mais de 5 mil alunos recebem manuais e material escolar

Mais de 5 mil alunos recebem manuais e material escolar

Mais de 5 mil alunos recebem manuais e material escolar

Durante mais de uma semana, o presidente da Câmara Municipal de Olhão, António Miguel Pina, entregou aos cerca de 5.400 alunos do concelho, do 1º ao 12º ano, os manuais escolares, cadernos de atividades e kits de material escolar, que serão usados no ano letivo que agora se inicia. Uma ajuda importante para muitas famílias, que a Autarquia volta a cumprir, num investimento público que ronda os 250 mil euros. Este é o primeiro ano letivo em que a oferta se estendeu até ao 12º ano, conforme elucida António Miguel Pina: “Até ao ano letivo passado, concentrámos o investimento na oferta de manuais escolares e kits de material a todo o 1º Ciclo do Ensino Básico, uma vez que o Ministério da Educação apenas os oferecia ao 1º ano. Este ano, e uma vez que o Ministério passou a suportar a oferta dos manuais a todo o 1º Ciclo, entendemos aplicar essa verba nos restantes anos, mantendo o kit de material escolar e os cadernos de atividades nos quatro primeiros anos de escolaridade. No que diz respeito ao 2º Ciclo, 3º Ciclo e secundário, a oferta dos manuais é feita única e exclusivamente pela Autarquia de Olhão”. Os cerca de 2.000 alunos do 1º Ciclo receberam todos os livros de fichas necessários a cada ano letivo, em complemento com a oferta do Ministério da Educação, que fornece os respetivos manuais. O Município proporcionou ainda, a estes 2.000 alunos, um kit de material escolar, tal como aconteceu no ano letivo anterior. No 2º e 3º ciclos, a Câmara Municipal de Olhão ofereceu a todos os alunos os manuais e cadernos de exercícios de Português e Matemática. Já no ensino secundário, os alunos receberam os livros das duas disciplinas basilares, de acordo com os cursos que frequentam. “Apesar de os recursos da Autarquia serem, naturalmente, limitados, este é um esforço financeiro que fazemos com todo o gosto, uma vez que consideramos o acesso equitativo ao ensino uma das pedras basilares da nossa sociedade. Desta forma, contribuímos com a nossa quota-parte para que ele seja uma realidade no nosso concelho”, conclui António Miguel Pina.



EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Olhão - VER TODAS



PUBLICIDADE




FB