Câmara contrata 21 trabalhadores para as escolas

Câmara contrata 21 trabalhadores para as escolas

Câmara contrata 21 trabalhadores para as escolas

Câmara contrata 21 trabalhadores para as escolas

Está a chegar ao fim o programa de regularização extraordinária de vínculos precários na Câmara Municipal de Caminha. Depois de meses em concurso, o processo de preenchimento de 45 vagas do quadro municipal está praticamente concluído faltando terminar um concurso referente a motoristas para transporte escolar e afins. Os procedimentos decorrem de uma norma nacional que vise regularizar o conjunto de vínculos precários existentes na administração central e local fazendo justiça com os trabalhadores através da colmatação de lacunas e necessidades permanentes.

 O destaque deste concurso vai para a Educação, sector que vinha reclamando a necessidade de mais contratação e da estabilização do quadro de funcionários. Nesta área, já adquiriram vínculo permanente 21 trabalhadores, sendo 19 auxiliares de ação educativa, 1 ajudante de cozinha e 1 motorista, faltando terminar um último concurso para mais 3 vagas para o transporte escolar. Para o Presidente da Câmara Municipal de Caminha, “para além da justiça que se faz com inúmeros trabalhadores – incluindo aqueles que trabalham na Câmara há 6 e 7 anos – com a colmatação destas lacunas damos mais condições ao trabalho que se vem desenvolvendo nas escolas, correspondendo ao anseio de pais, professores e dos colegas que, muitas vezes, fazem o trabalho de dois. Todos os dias vemos notícias, de todo o país, sobre a falta de efetivos nas escolas. Hoje queremos informar os pais dos alunos do concelho de Caminha e toda a comunidade escolar, que a Câmara disponibiliza mais 21 trabalhadores, distribuídos por vários equipamentos, de modo a poder acompanhar os esforços que as famílias e o Agrupamento fazem.”

Logo que esteja finalizado o processo de regularização extraordinária de vínculos precários, entrarão 45 novos funcionários para os quadros do Município que vão ocupar vagas nas escolas (a grande maioria), no abrigo dos animais, nos serviços externos – cantoneiros de limpeza, carpinteiros, condutores de pesados – e nos sectores da Cultura, Desporto, Planeamento e Ação Social.



EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Caminha - VER TODAS



PUBLICIDADE




FB